culturaexposições

20 anos depois, Castelo de Santa Maria volta a acolher exposição de pintura de Pedro Moreira

This post is also available in: English (Inglês)

Duas décadas depois da primeira e única exposição de Pedro Moreira no Castelo da Feira – tinha na altura 22 anos – o artista plástico regressa ao ex-libris feirense para partilhar com o público uma retrospetiva do seu percurso ao longo dos últimos 20 anos. A exposição de pintura “Ser” inaugura a 29 de outubro, às 21h30, na Sala D. Manuel, momento que será acompanhado por um espetáculo de música e dança.

Pedro Moreira tem 42 anos e uma longa carreira artística que há muito ultrapassou fronteiras. Começou a expor muito cedo, ainda na adolescência. Tinha 22 anos quando realizou a sua primeira e única exposição no Castelo da Feira, marco relevante no seu percurso e na sua afirmação como artista, que faz questão de recordar: “Fui muito feliz no Castelo da Feira onde expus há 20 anos, durante três meses, e onde quero voltar a ser feliz neste meu regresso”, sublinha o artista plástico natural de Gaia, que preserva uma forte ligação ao território feirense.

A noite da inauguração promete surpresas ainda por desvendar, mas é certo que o público será presenteado com um espetáculo musical, com Lígia Castro na voz e David Silva ao piano, e uma performance de dança pelos bailarinos Ernesto Acosta, Paula Loureiro e Ricardo Sousa.

No catálogo da exposição, a jornalista e escritora Carla Marques revela “a grande vitória” dos quadros de Pedro Moreira: “a capacidade de nos surpreenderem até à exaustão, de falarem de sentimentos, ou melhor de nos provocarem esses sentimentos. São obras que falam, que gritam, que provocam.

A exposição de pintura “Ser” vai estar patente até 14 de novembro.

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo
error: Content is protected !!