a concerto selectbanner-spotlightculturadestaque | reportagemmúsica

César Mourão com estreia musical em grande

Sagres Campo Pequeno

Cesar Mourão, é mais conhecido pelo improviso, espectáculos de stand up, actor ou como apresentador, mas a musica sempre fez parte da sua vida, e foi para uma casa cheia, que apresentou os temas do seu primeiro álbum “Talvez não seja nada”.

O multi-facetado artista não poderia pedir mais, o Campo Pequeno, encheu para o ver na estreia da sua nova fase, cantor, e ainda teve a companhia do grande amigo António Zambujo e de Juliana Anjos, que César “descobriu” nos Ídolos.

César Mourão > Sagres Campo Pequeno ©Luís M. Serrão – ineews < 2023.04.15

Neste concerto para além da musica, também teve, humor, bancos de autocarro, trovoadas e muita chuva, histórias, e ainda um pedido de casamento, César depois de apresentar as suas musicas em Lisboa, segue agora para o Porto, que o vai receber dia 28 no Super Bock Arena.

Foi com “Recados” e “Cavalinho” que se iniciou o concerto, em ambiente de autocarro, com bancos e suportes pendurados, para que quem estivesse no palco se pudesse agarrar, mas não foi necessário, excelentes músicos e coro, foram dando todo o apoio a um cantor que de forma excelente foi deliciando o publico com as suas musicas, e que nunca lhe negou um aplauso.

César Mourão > Sagres Campo Pequeno ©Luís M. Serrão – ineews < 2023.04.15

César então agradeceu a presença de todos, e menciona “nem é pelas palmas, é por virem a uma coisa que não fazem ideia do que éra” e acrescenta “o disco tem 20 minutos cá fora e vocês vieram, é uma coisa incrível”.

Mourão foi juntado histórias, comentários e piadas, como só ele, mestre do improviso, sabe fazer, e foram muitas as gargalhadas, que se foram ouvindo, segue-se “Odete“, a sua vizinha quando era criança, que furava todas as bolas de futebol que caiam no seu quintal, César brinca dizendo que “Passados 30 anos matei-a a numa canção” enquanto canda podiamos ver o vídeo, que conta com a participação de Gisela João, onde podemos ver o velório da “Odete” e César transformado em gangster.

César Mourão > Sagres Campo Pequeno ©Luís M. Serrão – ineews < 2023.04.15

Segue-se “Alice“, de Miguel Araújo e do filme “Canção de Lisboa“, e depois história dos avôs de César a “Balada dos Meus Avós” que foi cantado em dueto com Juliana Anjos.

“Talvez” que teve direito a uma enorme trovoada e chuva serviu de entrada para o amigo António Zambujo, e César diz “eu sei que vieram cá por causa deste momento”, e acrescenta em tom brincalhão “tudo começou quando o ‘zambas’ me ligou a perguntar se podia vir”.

César Mourão > Sagres Campo Pequeno ©Luís M. Serrão – ineews < 2023.04.15

Seguiu-se o tema “Pequena loja” que o “Zambas” escolheu para cantar com o César e conta a história de uma loja em Ponte da Barca, tão pequena onde só cabe a dona, depois cantam “Não deixe o samba morrer”, na companhia de Diogo Duque no trompete, sempre bem humorados, acabaram a interromper a musica, a rir, enquanto ao cantavam ao despique.

Foi durante o tema “1947“, uma musica de amor, que jovem foi ao palco pedir a namorada em casamento, segue-se “Só a Rita” e “Savoir Faire” em que, apedido de César Mourão, coloca o Campo Pequeno todo dizer ““, e assim o concerto caminhava para o fim, foi com “Rosebud“, “Não queiras saber de Mim” de Rui Veloso e “Talvez” para com todos a cartar, terminar esta noite super divertida.

 

Siga-nos nas redes sociais como o Facebook, Twitter, Instagram, Youtube e TikTok e veja os nossos conteúdos exclusivos.

Please follow and like us:
Pin Share
Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
error: Content is protected !!