cinemacultura

Cinema preto e branco em destaque no Fórum Luísa Todi

O cinema preto e branco norte-americano, em particular das décadas de 40 e 50 do século XX, está em destaque no Fórum Municipal Luísa Todi num novo ciclo cinematográfico apresentado por Lauro António, com início a 5 de julho.

De julho a setembro, às segundas-feiras, há sessões duplas, gratuitas, sempre com início às 19h00, com grandes clássicos da sétima arte selecionados pelo crítico e cineasta Lauro António, representativos de um género que marcou uma época de grande interesse sociológico e cultural nos Estados Unidos da América.

No arranque da Lauro António Masterclass Um Ciclo de Verão – Cinema Negro Norte-Americano, a 5 de julho, na qual marca presença o próprio Lauro António, é também lançado o livro, de sua autoria, “Alguns Momentos-Chave do Filme Negro Norte-Americano”, editado pela Câmara Municipal de Setúbal.

Vidas Noturnas”, filme de Raoul Wash, de 1940, com George Raft, Ann Sheridan, Ida Lupino e Humphrey Bogart, sobre camionistas independentes em luta contra uma organização criminosa, tem honras de abertura deste novo ciclo cinematográfico, organizado pela autarquia.

A noite de estreia da Lauro António Masterclass Um Ciclo de Verão – Cinema Negro Norte-Americano conta ainda com a exibição de “Relíquia Macabra”, obra de John Huston, de 1941, com Humphrey Bogart, Mary Astor e Peter Lorre, sobre um detetive privado que deambula entre a lei e a transgressão.

O ciclo de cinema dedicado ao filme negro prossegue a 19 de julho com as obras “Enigma” e “Laura”.

Enigma”, de Edward Dmytryk, de 1944, com Dick Powell, Claire Trevor e Anne Shirley, acompanha uma equipa britânica em luta contra o tempo para descodificar o código secreto dos nazis, enquanto “Laura”, de Otto Preminger, de 1945, com Gene Tierney, Dana Andrews e Clifton Webb, partilha uma investigação criminal que procura resolver um alegado assassinato de uma jovem encontrada morta.

Julho reserva ainda mais uma sessão, a 26, com “Suprema Decisão” filme de Fritz Lang, de 1944, com Edward G. Robinson e Joan Bennett, sobre um homem convencional que se deixa envolver nas teias de uma mulher fatal que o leva a cometer um crime, e “Anjo ou Demónio”, a história de um amor não correspondido entre um homem falido e uma empregada de restaurante, em filme de Otto Preminger, de 1945, com Dana Andrews e Linda Darnell.

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo
error: Content is protected !!