a news selecçãoeconomiaportugal

Concursos para segunda linha de Metro e metrobus no Porto em abril e maio

A ligação de BRT (Bus Rapid Transit] Império – Boavista, no Porto, vai ter uma extensão de 3,70 quilómetros e sete novas paragens, ligando à rede atual na estação Boavista, com rebatimento na Estação Casa da Música, representando um investimento de 66 milhões de euros.

O metrobus da Zona Ocidental do Porto, sucede à solução inicialmente pensada para o Campo Alegre, vai fazer a parte superior da Avenida da Boavista e a Marechal Gomes da Costa, até à Praça do Império, não estando prevista, nesta fase, a continuidade para Matosinhos.

O projeto do metrobus para a Boavista está a ser contestado pelo Núcleo de Defesa do Meio Ambiente de Lordelo do Ouro-Grupo Ecológico (NDMALO-GE) que se mostra preocupado com os impactos ambientais e defende a manutenção da Linha do Campo Alegre.

Com seis novas estações e ligação à rede nas estações Casa da Música e Santo Ovídio, a segunda linha de metro de Gaia, como é conhecida, tem uma extensão de 6,77 quilómetros, representado um investimento na ordem de 298.700 milhões de euros.

O novo troço obrigará à construção de uma ponte sobre o Douro, cujo concurso de ideias foi lançado a 16 de março.

A nova travessia que vai nascer a cerca de 500 metros a nascente da Ponte da Arrábida, representa um investimento na ordem dos 50 milhões de euros e vai ligar o Campo Alegre, no Porto, ao Candal, em Gaia.

Representando uma parte obrigatória de uma nova linha de Metro que ligará a Casa da Música e Santo Ovídio, a nova travessia, que faz interface com os comboios na estação de Devesas, em Gaia, vai ser executada entre 2023 e 2026, em simultâneo com a nova linha.

Source: Lusa

Follow us on social media: Instagram; Facebook; Twitter; Youtube.

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo
error: Content is protected !!