desportonoticiasturismoviagens

Desafio da N2 e emoção até aos últimos quilómetros marcaram 500 Milhas ACP

Com quase duas décadas de história, as 500 Milhas ACP são um dos maiores e mais importantes ralis de regularidade da Península Ibérica, não só pela quantidade e qualidade dos automóveis que participam, compreendidos entre as décadas de 1950 e 1970, mas também pelo desafio muito particular de percorrer, num único dia, a mais longa estrada da Europa: a emblemática Estrada Nacional 2.

Este ano, a caravana atravessou a Nacional 2 no figurino original, de norte para sul, desde o Km 0 em Chaves, até ao Km 738 em Faro, com as 500 Milhas a terminarem em Olhão, no porto de recreio daquela cidade algarvia, já ao início da madrugada. Com um total de 77 equipas inscritas, esta foi uma das edições mais concorridas de sempre e também uma das mais duras, pelas condições atmosféricas que os concorrentes enfrentarem na travessia de Portugal continental, com períodos de chuva, trovoada e até granizo.

500 milhas acp
500 Milhas ACP

Apesar de alguns dos clássicos das 500 Milhas ACP terem sido fabricados há mais de 70 anos, a taxa de abandonos foi muito reduzida, já que mais de 90 por cento das equipas conseguiu completar as 19 especiais de regularidade e chegar até Olhão, inclusive atravessando a Serra do Caldeirão, já noite dentro e após muitos quilómetros de percurso.

500 milhas acp 6
500 Milhas ACP

Nunca digas nunca

Além do estado irrepreensível de máquinas históricas, também o nível de preparação das equipas era altíssimo, já que a discussão pela vitória nas diferentes categorias (consoante o ano de fabrico do carro) durou, literalmente, até aos últimos quilómetros. Uma realidade que poderá ser explicada, em parte, pelo curso de navegação para regularidade do ACP, disponível online. Para se perceber as curtas diferenças no topo da classificação, no concelho de Almodôvar, imediatamente antes da entrada no Algarve, apenas 9,8 segundos separavam as oito equipas menos pontuadas da prova!

500 milhas acp 1
500 Milhas ACP

No final, foram escassos 2 segundos a decidir a vitória na Categoria F, ganha por Nuno Serrano e Tiago Caio, num Porsche 912 Coupé de 1968, logo na frente de Evandro e Adriana Gueiros, num Porsche 911 E 2.2 de 1970. O pódio ficou completo com a equipa de Jorge Magalhães Correia e Eduardo Carpinteiro Albino, noutro Porsche 911 E de 1968.

Na Categoria E, reservada aos automóveis mais antigos, a emoção também durou até à chegada, em Olhão, onde apenas 5,3s separavam os vencedores, Pedro Carregosa e Ekta Sureschandre, no belo Jaguar Mk2 3.8 de 1960, do raro Fiat Derivazione Abarth de 1959 conduzido por Nuno Pereira de Melo e navegado por Francisco Pereira de Melo. Outro exemplar belíssimo, o MG A de 1959 de Pedro e Duarte Brito, completou o pódio da Categoria E.

500 milhas acp 4
500 Milhas ACP

Na Categoria G, Sancho Ramalho e António Caldeira levaram o seu Alfa Romeo 2000 GTV de 1973 à vitória, com 5,7s de vantagem sobre Luís Miguel Garcia e João Serôdio, num Fiat 124 Special T 1600, de 1974. Victor Júlio e José Santos Madeira também estiveram em evidência, com o Lancia Fulvia 1.3 de 1972, conseguindo o derradeiro lugar do pódio.

Depois de mais uma edição de sucesso, a equipa do ACP Clássicos já aponta baterias à 20ª edição das 500 Milhas ACP, em 2025.

500 milhas acp 7
500 Milhas ACP

Siga-nos nas redes sociais como o Facebook, Twitter, Instagram, Youtube e TikTok e veja os nossos conteúdos exclusivos.

Please follow and like us:
Pin Share
Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo
error: Content is protected !!