cinemaculturamacau

Extensão do Festival DocLisboa a Macau arranca quarta-feira

This post is also available in: English (Inglês)

A sessão inaugural do espectáculo apresenta “A Lily Yet to Bloom”, de Lei Cheok Mei, vencedor na secção Local View Power do Festival Internacional de Cinema e Prémios de Macau em 2018 e nomeado para o prémio de Melhor Documentário nos Golden Harvest Awards para curtas-metragens de destaque em 2019.

No mesmo dia, contará com a presença dos realizadores “Gradmas ‘Dangerous Project” de Peeko Sio Nga Wong, vencedor do Best Local Entry Award no Festival de Som e Imagem 2019 e “The Lighthouse” de Jay Pui Weng Lei será apresentada, distinguida com o Prémio de Identidade Cultural de Macau, no mesmo festival, do mesmo ano.

Até sábado, as obras de Atsushi Kuwayama, Mário Veloso, José Filipe Costa, Sara CF de Gouveia, Nevena Desivojevic e Filipe Oliveira vão passar pelo auditório Dr. Stanley Ho, no Consulado Geral de Portugal em Macau e Hong Kong.

O encerramento fica por conta do documentário sobre “o lendário guitarrista Xutos e Pontapés, como a maior figura do rock’n’roll português”, de Diogo Varela Silva.

O alargamento do Doclisboa a Macau é uma iniciativa do IPOR, com o apoio do Instituto Cultural do território e com a colaboração da APORDOC, com o objectivo de, em primeiro lugar, dar a conhecer ao público as propostas e linguagens que caracterizam o cinema documentário contemporâneo em Portugal, e em Macau, colocando assim em diálogo as expressões artísticas destes dois contextos.

Follow us on social media: Instagram; Facebook; Twitter; Youtube.

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo
error: Content is protected !!