banner-spotlightculturadestaque | reportagemmúsica

Fernando Cunha apresenta “A linha do tempo”

Teatro Maria Matos

O Teatro Maria Matos recebeu Fernando Cunha em dia de apresentação do seu mais recente álbum originais, “A linha do tempo”.

Fernando, agradeceu a presença para a apresentação do seu mais recente álbum, gravado na pandemia, durante o confinamento e sobre o trabalho disse “é uma reflexão, precisamente, sobre o tempo, sobre a forma como o gastamos, e a forma como nos apercebemos também com esta pandemia, que se canhar gastávamos o tempo, naquilo que não era o mais importante…“, mas não só os temas do disco fizeram parte do concerto, e acrescenta “vou também neste sete apresentar alguns temas da minha carreira, que também têm um pouco a haver com esta ideia da linha do tempo

Fernando Cunha > Teatro Maria Matos ©Luís M. Serrão – iNeews < 2022.04.13

O concerto contou com a presença de amigos e fans, que desde o primeiro acorde o apoio, Fernando pede para contar uma história, toca então uns acordes e diz “uma canção começou com estes acordes à muitos anos, tinha ali o meu folho que está atrás da bateria, tinha só seis anos na altura, foi a primeira vez que foi ao estúdio e tocou nessa bateria preta que está ali atrás, mal chegava ao pedais, e disse – Pai toca uma musica – perguntei – o queres que toque – e ele respondeu – qualquer coisa – comecei a tocar este acordes, e ele acompanhou-me, muito bem, e eu disse-lhe assim – olha se continuares a tocar e aprender a tocar, um dia vais estar num palco comigo, vamos tocar esta musica, eu escrevo uma letra e uma melodia…” chama então Marité (Maria León) a sua companheira para cantar ‘Canção Pai e Filho‘ com letra de Marité e Fernando.

Fernando Cunha > Teatro Maria Matos ©Luís M. Serrão – iNeews < 2022.04.13

Com o Concerto a chegar ao fim, Fernando chama Pedro Jóia, para a musica ‘Final Feliz‘ que dedica á Ucrânia, na esperança que também possa ter um final feliz, seguiu-se o convidado surpresa Olavo Bilac para cantar ‘Só há tempo para viver agora‘ e para a despedida com todos em palco terminam com ‘A nossa vez‘.

Fernando Cunha, nome indiscutível do pop-rock nacional, membro fundador dos Delfins, Ar De Rock e da superbanda Resistência, contou com Paulo Costa dos Ritual Tejo e Ar De Rock, Diogo Campos dos Legal Evidence e Ar De Rock e Maria León dos Ravel, Ar De Rock e Chameleon Collective, ainda de Pedro Joia e ainda um convidado surpresa, Olavo Bilac dos dos Santos & Pecadores, Resistência e de Zeca Sempre.

Fernando Cunha > Teatro Maria Matos ©Luís M. Serrão – iNeews < 2022.04.13

Alinhamento do concerto:

  • Novo Amanhecer
  • Do mar ao cais
  • A linha do tempo
  • Vou sorrir – com João Campos
  • Ao passar um navio – com João Campos
  • Dizem
  • Cais da Paz
  • Pedra e Cal – com Paulo Costa
  • É Preciso – com Paulo Costa
  • Canção Pai e Filho – com Marité
  • Sombra de uma Flor – com Marité
  • A Máscara – com Diogo Costa e Marité
  • Final Feliz – com Pedro Jóia, Diogo Costa, João Campos e Marité
  • Só há tempo para viver agora – com Olavo Bilac, Pedro Jóia, Diogo Costa, João Campos e Marité
  • A nossa vez – com Pedro Jóia, Diogo Costa, João Campos e Marité

Siga-nos nas redes sociais como o Facebook, Twitter, Instagram, Youtube e TikTok e veja os nossos conteúdos exclusivos.

Please follow and like us:
Pin Share
Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
error: Content is protected !!