a news selecçãoculturaliteratura

Festival de Banda Desenhada de Beja começa sexta com quase 80 artistas

This post is also available in: English (Inglês)

O festival regressa este ano, mas vai incluir menos exposições e decorrer mais tarde do que o habitual.

Devido à covid-19, as exposições vão estar patentes apenas num só espaço, a Casa da Cultura, que foi sempre o núcleo principal do evento e é onde funciona a Bedeteca de Beja.

Até dia 19 deste mês, obras desenhadas por autores consagrados e novos talentos da nona arte vão poder ser apreciadas em 13 exposições, sendo nove individuais e quatro coletivas, indicou o também autor de BD.

As exposições individuais são ‘assinadas’ pelos portugueses António Jorge Gonçalves, Bárbara Lopes, Luís Louro e Jorge Magalhães e pelos estrangeiros Bartolomé Segui (Espanha), Carlo Ambrosini e Lele Vianello (Itália) e Nicolas Barral e Vicent Vanoli (França).

“Umbra”, uma exposição com obras de 16 artistas de Portugal, Brasil e Canadá, e “Ditirambos”, que reúne trabalhos de 10 autores portugueses que estão a começar o seu percurso com muita qualidade, são as outras mostras coletivas do festival.

Além das exposições, o festival, a inaugurar às 21:00 de sexta-feira, vai incluir, nas arcadas exteriores da Casa da Cultura, o Mercado do Livro, com 70 editores representados e várias lojas para venda de originais, serigrafias e publicações, e a “Tasquinha da BD”, com comes e bebes.

O festival também vai ter uma programação com várias iniciativas, como lançamentos e apresentações de livros, revistas e fanzines, sessões de autógrafos, conversas e concertos desenhados.

Follow us on social media: Instagram; Facebook; Twitter; Youtube

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo
error: Content is protected !!