concertos/músicaculturaEventos

Festival Santa Casa Alfama’22

Programação completa do Centro Cultural Dr. Magalhães Lima

O Santa Casa Alfama está de regresso para mais dois dias em que um povo de encontra com a sua música: o fado. Nos dias 23 e 24 de setembro, alguns dos melhores fadistas da atualidade vão passar pelos vários palcos espalhados pelo mítico bairro de Alfama.

E alguns desses locais já fazem parte da própria história do festival, como é o caso do Centro Cultural Dr. Magalhães Lima. Neste palco as propostas são diversificadas, mostrando que o fado não se fecha sobre si próprio e também se faz daquilo que recebe dos outros. Esta programação eclética faz-se com os nomes de Rogério Charraz, com “O Fado no Coreto”, e Né Gonçalves, com Soraia Cardoso como convidada, no dia 23 de setembro, e Agir e José Manuel Neto, com Rão Kyao como convidado, no dia 24 de setembro.

ROGÉRIO CHARRAZ – “O FADO NO CORETO”

Rogério Charraz levará um pouco do seu último trabalho, “O Coreto”, ao palco do Santa Casa Alfama deste ano. Este projeto nasceu de um fascínio de longa data de Rogério pelos coretos enquanto símbolo cultural e elemento arquitetónico. Trata-se de um disco que é uma história de amor com várias páginas nas entrelinhas: o desencanto com o dia-a-dia na cidade, o retrato da vida nas aldeias, as assimetrias entre o litoral e o interior, os dilemas de quem parte e de quem fica… E é caso para dizer que também o fado se encontrou com “O Coretoe invadiu a história de amor de Ana e Sebastião, a narrativa do disco feito com música de Rogério Charraz, com letras de José Fialho Gouveia e produção musical de Luísa Sobral. A Romaria do Coreto chega assim ao Santa Casa Alfama num espetáculo especialmente desenhado para o grande festival do fado. No dia 23 de setembro Rogério Charraz leva alguns amigos da casa: Vânia Duarte, Bruno Chaveiro e Marco Oliveira juntam-se às canções de “O Coreto”. “Quando Nós Formos Velhinhos”, “Feita Deste Chão”, “Abaladiça” e “A Romaria” são apenas alguns dos temas que vão marcar a noite de dia 23 de setembro, no Centro Cultural Dr. Magalhães Lima.

NÉ GONÇAVES convida SORAIA CARDOSO

Né Gonçalves é advogado (foi o primeiro Bastonário da Ordem dos Advogados de Angola), professor universitário, cônsul honorário da Finlândia, ativista de várias causas sociais e humanitárias e um reconhecido amante das Artes, possuindo um espólio de arte contemporânea angolana. Como músico e criador de música, a sua obra inclui os álbuns «Luanda Meu Semba» (1994), «Luanda Meu Semba – Instrumental» (2012), «Sembamar» (2016) e «Undenge Wetu» (2022), para além de outras importantes contribuições como as músicas que fez para a banda-sonora do filme «Na Cidade Vazia», realizado por Maria João Ganga, ou do filme «Kalunga, O Mar de Angola», de Bernardo Gramaxo. Ao longo da sua carreira, Né Gonçalves trabalhou com vários nomes importantes da música internacional, como Mariza, de Portugal, o produtor peruano Jorge Cervantes e, mais recentemente, com outros grandes nomes da música africana como o cabo-verdiano Tito Paris e o angolano Yuri da Cunha. Neste concerto preparado para o Santa Casa Alfama, o músico angolano convida Soraia Cardoso, a fadista portuguesa com quem fez parceria em “Voo do Fado”. Além deste tema, os dois também vão interpretar “Velha Esperança”, antes gravado por Né Gonçalves com a participação de Mariza. Farão parte do repertório diversas músicas dos seus anteriores álbuns, “Luanda Meu Semba” e “Sembamar”, bem como do seu novíssimo álbum, “Undenge Wetu”, editado em Portugal no mês de outubro. Ao juntar sonoridades diversas com a estética dos instrumentos e vozes do fado, Né Gonçalves e Soraia Cardoso vão unir artes de diferentes quadrantes, no espaço da lusofonia, e fazer da multiculturalidade a nota dominante, reforçando o olhar empático entre povos. Este momento único acontece dia 23 de setembro no palco instalado no Centro Cultural Dr. Magalhães Lima.

AGIR

AGIR é um dos mais reputados artistas da sua geração, sendo presença constante nas playlists das rádios com os seus temas a solo e diversas colaborações com alguns dos maiores nomes da música nacional como Ana Moura, Carolina Deslandes, Diogo Piçarra, Karetus, Papillon ou 9 MILLER. No seu percurso contam-se várias conquistas, entre as quais três Coliseus esgotados, o prémio “Best Portuguese Act” nos MTV EMA 2015, o Globo de Ouro de “Melhor Intérprete Individual” ou o galardão de disco de Platina pelo álbum “Leva-me A Sério”. A nova obra de AGIR nasce de um conceito, diferente de todos os anteriores, em que a música e a melodia eram a base da composição: agora é da palavra que medra a música. Também a sonoridade difere de tudo o que este músico, cantor, compositor e produtor de apenas 33 anos já fez: habituámo-nos ao ritmo das suas canções e agora somos convidados à reflexão, à escuta atenta dos detalhes próprios da acústica de instrumentos como o contrabaixo, a guitarra, a bateria, por vezes o piano e até um acordeão. Há cordas e sopros, arranjos delicados e uma abordagem espartana da captação e edição: quase todas as músicas resultam da gravação de um único take, sem disfarces, nem truques, com a assunção das pequenas falhas, que são verdadeiras e humanas. No concerto agendado para a edição deste ano Santa Casa Alfama, o público é convidado a conhecer a veia fadista de um dos grandes nomes da nova música portuguesa. AGIR atua no Centro Cultural Dr. Magalhães Lima, dia 24 de setembro.

JOSÉ MANUEL NETO convida RÃO KYAO

José Manuel Neto é unanimemente considerado um dos maiores guitarristas da história do fado. Dotado de uma técnica evoluída, com uma sensibilidade e uma criatividade únicas, está na linha de outros fora-de-série que têm escrito a história da guitarra portuguesa. A sua carreira está intimamente ligada, em espetáculos e gravações, a nomes como Carlos do Carmo, Ana Moura, Camané, Mariza, Ricardo Ribeiro, entre outros, tendo já atuado nos maiores palcos nacionais e em algumas das salas mais emblemáticas do mundo. Em nome próprio, José Manuel Neto vai escrevendo algumas das mais belas páginas da sua história. Este artista multipremiado sobe a palco para demonstrar todo o virtuosismo e criatividade, viajando por entre repertório tradicional, temas do seu primeiro disco “Tons de Lisboa” e novas composições do seu novo trabalho. Carlos Manuel Proença na viola, Bernardo Moreira no contrabaixo, Pedro Santos no acordeão e Ruca Rebordão na percussão são os quatro magníficos que acompanham José Manuel Neto e permitem que revele toda a sua mestria. Este é um espetáculo que tem Rão Kyao como convidado especial, prometendo momentos de pura magia e também o desvendar de muitas surpresas e novidades – acontece dia 24 de setembro, no Centro Cultural Dr. Magalhães Lima.

Santa Casa Alfama, mais de 40 concertos em vários palcos em Alfama.

Já confirmados:

Dia 23 de setembro
Palco Santa Casa | Terminal de Cruzeiros de Lisboa
Homenagem a MAX por António Zambujo e convidados
Jorge Fernando
Rodrigo Lourenço e João Leote

Palco Ermelinda Freitas (Rooftop do Terminal de Cruzeiros de Lisboa)
“Casa de Fado” A Tasca do Chico

Centro Cultural Dr. Magalhães Lima
Rogério Charraz “O Fado no Coreto”
Né Gonçalves convida Soraia Cardoso

Dia 24 de setembro
Palco Santa Casa | Terminal de Cruzeiros de Lisboa
Dulce Pontes convida Ricardo Ribeiro
“As Divas” Alexandra, Lenita Gentil, Maria da Fé, Maria da Nazaré
Aldina

Palco Ermelinda Freitas (Rooftop do Terminal de Cruzeiros de Lisboa)
“Em Casa d’Amália” com José Gonçalez e André Amaro, Ângelo Freire,
Flávio Jr, João Leote,
Miguel Moura, Tiago Silva

Centro Cultural Dr. Magalhães Lima
Agir
José Manuel Neto convida Rão Kyao

Confirme sempre junto da sala de espetáculos ou promotor as condições de acesso, confirmação da data ou horário, local de venda dos bilhetes, preço e disponibilidade.

Siga-nos nas redes sociais como o Facebook, Twitter, Instagram, Youtube e TikTok e veja os nossos conteúdos exclusivos.

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Botão Voltar ao Topo
error: Content is protected !!