ciênciaportugal

Fundação da Juventude distingue melhores projetos de Ciências

Projeto “Pegadas de stegossáurios – o inigma” vence Concurso Nacional de Jovens Cientistas 2022

  • No total apresentaram-se quase 200 jovens cientistas a nível nacional
  • O evento realizou-se de 8 a 10 de setembro, no Centro de Congressos da Alfândega, no Porto
  • Prémios monetários no valor de 6 000 €, além de prémios especiais da Lipor, Porto Editora e a possibilidade de Participações Internacionais

Os vencedores do Concurso Nacional de Jovens Cientistas que culmina com a 16ª Mostra Nacional de Ciência, organizada pela Fundação da Juventude, em parceria com a Ciência Viva, foram conhecidos sábado numa cerimónia que voltou ao formato presencial, depois de duas edições virtuais.

Durante 3 dias, perto de 200 jovens cientistas provenientes das áreas da Biologia, Ciências da Terra e do Ambiente, Química e Bioquímica, Engenharias, Ciências Médicas e Sociais, Informática e Física, apresentaram os seus projetos. Depois de analisados pelo prestigiado júri, presidido pelo Professor José Matos, foram deliberados como vencedores da edição de 2022 da 30ª edição do Concurso Nacional de Jovens Cientistas os seguintes projetos:

1º Prémio (1.250€) – Ciências da Terra
Pegadas de stegossáurios – o enigma!
Autores: João Diogo Gomes Grenho; Rodrigo de Matos Vitorino; Kiarie Silva da Costa Aragão
Professor Coordenador: Celestino Coutinho
Escola: Agrupamento de Escolas de Paço de Arcos

2º Prémio (1.000€) – Bioeconomia
Syrenity: Desenvolvimento de um creme hidratante rico em colagénio marinho
Autores: Joana Alves Pereira de Ferreira Monteiro; João Pedro Neves Silva Henriques; Margarida de Amarante Pamplona Santos Leite
Professor Coordenador: João Carlos Gomes
Escola: Colégio Valsassina

3º Prémio (750€)- Biologia
Biodegradação de polímeros
Autores: Maria Margarida Ramos Viana; Sarah Finck Macieira Condeixa; Valentina Vitória Maria Gomes Fiedler
Professora Coordenadora: Paula Canha
Escola: Escola Secundária Dr. Manuel Candeias Gonçalves, Odemira

4º Prémio (600€)– Ciências do Ambiente
A importância da floresta nativa – sequestro de carbono e promoção da biodiversidade
Autores: Ana Sofia da Silva Costa; Duarte Nuno dos Santos Silva
Professora Coordenadora: Paula Canha
Escola: Escola Secundária Dr. Manuel Candeias Gonçalves, Odemira

5º Prémio (400€)- Ciências do Ambiente
Análise do impacto dos protetores solares na vida aquática
Autores: Ana Sofia da Silva Costa; Duarte Nuno dos Santos Silva
Paula Canha
Escola: Escola Secundária Dr. Manuel Candeias Gonçalves, Odemira

Prémio Especial “Raquel Seruca” – Biologia
EDRoV a ciência fazendo a guerra contra o invisível
Autores: Afonso Oliveira Pinto; Catarina Infante Serrado Varela Sampaio; Filipa Vieira Costa
Professora Coordenadora: Isabel Vieira
Escola: Escola Secundária de Francisco Rodrigues Lobo, Leiria

Prémio Especial Lipor (500€) – Ciências do Ambiente
PoppyInk – a tinta sustentável
Autores: Matilde Pinho Alves; Carolina de Jesus Miranda; Sofia Gama Silva Gomes
Professora Coordenadora: Júlia Pereira
Escola: Escola Secundária Júlio Dinis, Ovar

Prémio Especial Porto Editora – Engenharias
helping hands: Estudo sobre a viabilidade da fermentação alcoólica de resíduos alimentares para a produção sustentável de um gel desinfetante
Autores: Maria Carolina Sequeira Graça Diogo; Tiago Miguel Carriosa Castro Lopes de Carvalho
Professor Coordenador: João Carlos Gomes
Escola: Colégio Valsassina

Prémio Especial Porto Editora – Bioeconomia
GelloSea: Produção de uma gelatina, para consumo alimentar, a partir de desperdícios de cavala (Scomber colias)
Autores: Matilde de Lorena e Spínola de Barros Gomes; Lara Almeida Drago; Rita Sofia Fialho Fragoso
Professor Coordenador: João Carlos Gomes
Escola: Colégio Valsassina

O professor coordenador do projeto vencedor do 1º prémio, Celestino Coutinho obteve o Prémio Especial destinado ao professor, no valor de 500€.

Foram ainda atribuídos 30 cheques no valor de 50 euros em edições da Porto Editora.
Os premiados foram ainda designados para representar Portugal nas seguintes participações internacionais:
– MILSET Expo-Sciences VOSTOK 2022 (virtual) – setembro 2022
– MOSTRATEC – Mostra Internacional de Ciência e Tecnologia | Brasil – outubro 2022
– Regeneron ISEF | Dallas, Texas, EUA – maio 2023
– EUCYS 2023 | Bruxelas, Bélgica – setembro 2023
– Zientzia Azoka | Bilbao, Espanha – junho 2023
– Semana Internacional de Investigação sobre a Vida Selvagem | Suíça – Junho 2023
Carla Mouro, Presidente Executiva da Fundação da Juventude, destacou a qualidade dos diversos projetos provenientes de todo o território nacional. Reforçou ainda a importância do regresso ao presencial, após dois anos de mostras virtuais, louvando o papel dos professores no acompanhamento dos alunos e projetos.

A Fundação da Juventude é a entidade organizadora do 30º Concurso Nacional para Jovens Cientistas e 16ª Mostra Nacional de Ciência, conta com a Ciência Viva e com o Município do Porto, como parceiros oficiais, e ainda com a JB Fernandes Memorial Trust como mecenas, e com os apoios do IPDJ, da FLAD, da Lipor, da Bial, da sumol+compal, da Porto Editora, da Delta.

Siga-nos nas redes sociais como o Facebook, Twitter, Instagram, Youtube e TikTok e veja os nossos conteúdos exclusivos.

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo
error: Content is protected !!