a news selecçãoculturaentretenimento

Guarda, Aveiro e Viseu criam Eixo Cultural A25

Eixo Cultural A25 recebe espetáculos de António Zambujo, Cuca Roseta, entre outros, em Aveiro, Viseu e Guarda

Os Municípios de Guarda, Aveiro e Viseu apresentaram um novo projeto cultural que os une. O Eixo Cultural A25 – Rede de Criação e Programação vem dar livre circulação à cultura, incentivando a criação, a partilha e a descoberta do património e dos criadores de Aveiro, de Viseu e da Guarda. A iniciativa foi apresentada na passada sexta-feira, em Aveiro, em conferência de imprensa e contou com a presença Presidente da Câmara Municipal da Guarda, Carlos Chaves Monteiro, da Presidente da Câmara Municipal de Viseu, Conceição Azevedo e do Presidente da Câmara de Aveiro, Ribau Esteves.

Trata-se de um eixo que percorre todos os formatos culturais e que abraça de forma democrática as três grandes cidades da zona Centro. Por isso este eixo parte sempre com destino certo por 3 vias que transportam conteúdo cultural a palcos diferentes. Para lá e para cá, de uma ponta a outra do país, a cultura nunca fica parada. Avança pela A25.

As iniciativas integradas no Eixo Cultural A25 serão realizadas, maioritariamente, ao ar livre, em espaços públicos com interesse cultural e turístico, designadamente centros históricos, recintos de monumentos, parques e jardins históricos, entre outros lugares de interesse patrimonial (cultural e natural), garantindo todas as condições de acessibilidade e de segurança sanitária aos diferentes públicos, obtendo partido dos investimentos de regeneração urbana realizados no território e contrariando a tendência de abandono dos centros históricos através do aumento do número de visitantes a sítios de património cultural e natural.

Os lugares onde estas ações irão decorrer são ícones patrimoniais e da arquitetura contemporânea, lugares e espaços com classificação patrimonial atribuída com localizações privilegiadas no contexto do interesse cultural e turístico de públicos regionais, nacionais e internacionais.

Por fim, considerando a área, lotação e capacidade máxima de cada espaço, está a ser desenvolvido para cada uma das iniciativas um plano de produção detalhado, o qual será articulado com as entidades competentes (proteção civil e autoridade de saúde local), assegurando o cumprimento cabal das regras de saúde pública que estiverem em vigor no momento das ações.

Sabe a programação completa e toda a informação necessária aqui.

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Botão Voltar ao Topo
error: Content is protected !!