banner-spotlightconcertos/músicacultura

HMB e Matay no Lisboa ao Palco

A programação do Lisboa ao Palco ficou encarregue pelo guitarrista Diogo Clemente para um público limitado a 600 lugares.

This post is also available in: English (Inglês)

De 11 de Setembro a 4 de Outubro, a Quinta da Alfarrobeira, em São Domingos de Benfica, Lisboa, acolhe 10 noites de música portuguesa, reunindo em 20 espectáculos nomes de renome e em ascensão da indústria musical nacional. O recinto terá capacidade reservada para cerca de 600 lugares sentados respeitando todas as regras de distância social, higiene e segurança estabelecidas pela Direcção-Geral da Saúde. Os bilhetes estão à venda pelo preço único de 15 €.

Lisboa ao Palco arrancou a 11 de Setembro com os concertos de Joana Espadinha e David Fonseca, e desde então muitos grandes nomes subiram ao palco da Quinta da Alfarrobeira, como António Zambujo, Buba Espinho, GNR, Cordel, Moonspell e Murais. Sexta-feira, 25 de setembro, foi a vez de HMB e Matay subirem ao palco.

Rúben Matay Leal de Sousa aka Matay, nasceu em 1986 em Cabo Verde, licenciou-se em animação sociocultural, e atualmente trabalha na Santa Casa da Misericórdia de Lisboa como promotor no contexto da inserção social juvenil, trabalhando com jovens da Boavista Vizinhança.

Ao longo de sua carreira participou de diversos projetos musicais, muitos deles voltados para a música gospel e soul, tendo assim participado do Soul Gospel Project e do Gospel Collective. Para além destes projectos, também fez corais nos concertos de Ana Semedo e é presença regular nos concertos de Dengaz como membro do coro.

Seu primeiro sucesso foi o tema “Dizer Que Não“, de 2015, onde colabora com Dengaz e depois o single “O Que Tu Dás“, tema que fez parte da trilha sonora da novela “A Herdeira”, da emissora TVI , e que já tem mais de 11 milhões de visualizações. Matay também participou do Festival da Canção 2019 com o tema “Perfeito”, letra de Boss AC e música de Tiago Machado.

O concerto do festival Lisboa ao Palco arrancou por volta das 20h45, e Matay foi acompanhado em palco pela sua banda composta por Eugénia Contente na guitarra, Nuno Louro Rodrigues no teclado, Francisco Cardoso no baixo, Kae Santos na bateria , e Lá-La e Luisa Dantier no coro.

No concerto ouvimos canções como “Dizer que não”, “O Que Tu Dás”, “Perfeito” com a participação especial de Tiago Machado ao teclado, “Não Chores Mais” e “Voltar Atrás” com o convidado especial Estraca .

HMB, sigla para “Héber Marques’ Band“, é uma banda portuguesa de soul e funk, ativa desde 2007, composta pelo vocalista Héber Marques, Fred Martinho na guitarra, Daniel Lima nos teclados, Joel Silva na bateria e Joel Xavier no baixo.

Os HMB são uma das bandas mais reconhecidas em Portugal, foram nomeados para o prémio de Melhor Artista Português, nas edições 2014, 2016 e 2017 dos MTV Europe Music Awards, conquistaram o prémio de Melhor Música na edição de 2017 do Globo de Ouro, com o tema “O Amor É Assim”, bem como o prémio de Melhor Grupo na edição 2018 do Globo de Ouro.

O álbum “Melodramatico” é o quarto álbum da HMB e marca o regresso da banda em 2020. Este último álbum nasceu da “extrema necessidade de correr riscos. Histórias clássicas na génese de canções que encontraram tradução num som contemporâneo. Disco transports nós durante a noite“. Este projeto conta com a participação de hóspedes de luxo como Dino D’Santiago, Papillon e Inês Castel-Branco.

O concerto começou por volta das 22h e ouvimos temas como “Piri-piri na Língua”, “Melodramatico”, “Perder Tempo” e “Feeling”.

De 11 de Setembro a 4 de Outubro, a Quinta da Alfarrobeira, em São Domingos de BenficaLisboa, acolhe 10 noites de música portuguesa, juntando em 20 espectáculos nomes consagrados e em ascensão. O recinto terá uma lotação reservada a cerca de 600 lugares, sentados, cumprindo todas as normas de distanciamento social, higiene e segurança enunciadas pela Direcção Geral de Saúde. Os bilhetes encontram-se à venda a partir de hoje3 de Setembro, pelo preço único de 15€, na Blueticket, locais habituais e no recinto, nos dias de espetáculo às 19h00 e aos Domingos às 17h30.

A Quinta da Alfarrobeira é um lugar emblemático. Quando João Frederico Ludovice projectou, construiu e habitou esta quinta, a partir de 1748, jamais imaginaria que, cerca de três séculos mais tarde, a mesma viria a transformar-se num espaço que pretende reunir e aproximar os cidadãos ao poder local, dando corpo a uma intervenção política, social e cultural muito mais direta e próxima das pessoas: aqui podem frequentar-se as aulas da Academia de São Domingos ou assistir a eventos culturais, como o Lisboa ao Palco, que marca a rentrée musical em Lisboa, dentro da normalidade possível neste período de pandemia, enquanto todos, artistas e público, aguardam pelo dia em que os espectáculos tornarão a funcionar na sua plenitude.

O ciclo Lisboa ao Palco é uma iniciativa da C.M. Lisboa e EGEAC, com o apoio da Junta de Freguesia de São Domingos de Benfica, produzida pela Sons em Trânsito e Tejo Music Lab, com o objectivo de assinalar este regresso aos palcos bem como celebrar a riqueza e diversidade da música portuguesa. A programação ficou a cargo de Diogo Clemente.

 

Acompanha as nossas redes sociais: Instagram; Facebook; Twitter; Youtube.

 

 

 

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo
error: Content is protected !!