eventos

III Congresso da Oposição Democrática, 50 anos depois

  • III Congresso da Oposição Democrática, 50 anos depois
  • Organização: Comissão Comemorativa dos 50 anos do 25 de Abril
  • Organização científica: Aniceto Afonso e Rui Bebiano
  • CCB . 19 e 20 abril . quarta e quinta-feira . 14h30 às 19h00 .
  • Sala Sophia de Mello Breyner Andresen . entrada livre, mediante a lotação da sala

Programa

19 de abril

  • 14h30-15h00 – Sessão de Abertura
  • 15h00-16h30 – Testemunhos I e debate
    Carlos Carvalhas, Maria Emília Brederode, António Neto Brandão Moderação: Aniceto Afonso
  • 16h45-19h00 – Intervenções I e debate
    Fernando Rosas: Congresso de Aveiro: em tempos de vésperas
    Francisco Seixas da Costa: 1973 – Um Olhar Fardado
    José Manuel Lopes Cordeiro: Aveiro, 1973: Uma Oposição à margem do Congresso da Oposição
    Luísa Tiago Oliveira: Das Conclusões do Congresso de Aveiro ao Programa do MFA
    Moderação: Irene Flunser Pimentel

20 de abril

  • 14h30-16h00 – Testemunhos II e debate
    Helena Pato, Mário Simões Teles, João Soares
    Moderação: Maria Inácia Rezola
  • 16h15-18h30 – Intervenções II e debate
    José Pacheco Pereira: O que o III Congresso revelou sobre o estado da Oposição
    Luís Trindade: Havemos de ser mais eu bem sei, Sons, imagens e utopia em 1973
    Manuela Tavares: Mulheres na oposição democrática e o lento caminho pelos seus direitos
    Miguel Cardina: Abril de 1973: um retrato das oposições antiguerra
    Moderação: Rui Bebiano
  • 18h30-18h45 – Sessão de Encerramento

O III Congresso de Oposição Democrática Aveiro foi um evento histórico que ocorreu em Aveiro, em 1973, durante o período da ditadura salazarista. Este congresso reuniu um conjunto de forças políticas e sociais que se opunham ao regime, incluindo partidos políticos, sindicatos, movimentos estudantis e outras organizações. O objetivo principal do congresso foi unificar as várias forças da oposição em torno de um programa político comum e estabelecer uma estratégia para a luta contra a ditadura.

Nos dias 19 e 20 de abril, entre as 14h30 e as 19h00, o III Congresso de Oposição Democrática 50 anos depois, comemora o 50.º aniversário deste congresso, relembrando a sua importância histórica e a das lutas contra a ditadura do Estado Novo em Portugal, e contribuindo para o debate sobre os desafios atuais da democracia e dos direitos humanos universais.

O III Congresso da Oposição Democrática, realizado em Aveiro em abril de 1973, teve um significado marcante na política nacional, pois veio reforçar o movimento de oposição democrática, tendo conseguido mobilizar a participação de representantes das várias correntes e ideologias democráticas.

Organizado por uma Comissão Nacional composta por dezenas de pessoas, teve assegurada a representação de todos os distritos do país.

Foram estabelecidos três objetivos gerais: elaboração de um diagnóstico crítico da realidade portuguesa, dinamização das atividades democráticas em todo o país, definição das linhas gerais da atuação democrática; e organizadas 8 secções temáticas: desenvolvimento económico e social, estrutura e transformação das relações de trabalho, segurança social e saúde, urbanismo e habitação, educação, cultura e juventude, desenvolvimento regional e administração local, direitos do homem e organização do Estado, situação e perspetiva política no plano nacional e internacional.

Aberto ao maior número de participações, coletivas e individuais, este debate de ideias foi prolífico e decisivo para a oposição se congregar e concorrer em conjunto, pela primeira vez numa lista única, nas eleições legislativas de 1973.

Citando Jorge Sampaio: «(…) A importância do debate de ideias foi decisiva. Sem ele não teria sido possível compreendermos a verdadeira da natureza do regime que a partir de 1926 tinha sido instaurado no nosso País. A importância das propostas foi igualmente decisiva. Elas permitiram congregar à volta da alternativa democrática um credível programa e um qualificado conjunto de quadros técnicos e políticos. A importância das vontades foi também decisiva pois foi na convergência dos empenhamentos dos diversos grupos e personalidades que o combate democrático adquiriu força e eficácia. (…)»

Confirme sempre junto da sala de espetáculos ou promotor as condições de acesso, confirmação da data ou horário, local de venda dos bilhetes, preço e disponibilidade.

Siga-nos nas redes sociais como o Facebook, Twitter, Instagram, Youtube e TikTok e veja os nossos conteúdos exclusivos.

Please follow and like us:
Pin Share
Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
error: Content is protected !!