a news selecçãoDesportosurf

Liga MEO Surf: 1.ª Divisão do surf nacional ruma a Norte

Joaquim Chaves Saúde Porto Pro

This post is also available in: English (Inglês)

A Liga MEO Surf, primeira divisão do surf nacional, está a caminho das ondas do Porto e Matosinhos onde, de 23 a 25 de Abril, se realiza o Joaquim Chaves Saúde Porto Pro. Esta é a segunda de cinco etapas do calendário que junta as estrelas do surf nacional na luta pelos títulos máximos do surf português.

Pelo 17.º ano consecutivo as estrelas do surf nacional rumam a norte, para uma das etapas mais históricas e também concorridas pelos fãs do surf nacional. A etapa mais citadina do circuito está, assim, de regresso e a contagem decrescente já começou para aquilo que promete ser um grande espetáculo de surf. E este ano com o dia final, onde vão ser coroados os campeões da etapa, marcado para o feriado de 25 de Abril.

Catarina Araújo, Vereadora da Câmara Municipal do Porto
Há 17 temporadas consecutivas que este campeonato passa pelo Porto e queremos que esta relação de sucesso ainda se intensifique. Sabemos que ao longo dos anos esta etapa tem sido muitas vezes decisiva para a vitória final na Liga MEO Surf, o que a torna ainda mais atrativa. E é sempre um orgulho receber os melhores atletas nacionais e contribuir para a afirmação do surf como modalidade olímpica”.

Vasco Pinho, Vereador da Câmara Municipal de Matosinhos
O Município de Matosinhos aposta, de forma consistente, no potencial desportivo, mas também económico e turístico associado à vertente do surf e de outros deportos de deslize, tendo presente o seu contexto geográfico, histórico e social, bem como a sua relação umbilical com o oceano Atlântico e com as modalidades náuticas. Acolher uma etapa da mais importante competição nacional de surf, evidencia o reconhecimento do trabalho desenvolvido pela Câmara Municipal de Matosinhos neste setor, nomeadamente, através da valorização da qualidade das nossas águas balneares e respetiva monitorização, do investimento na segurança aquática através de uma equipa permanente de socorro balnear e da colaboração estreita com as várias escolas de surf matosinhenses na promoção e incremento desta modalidade. Estamos comprometidos com este evento desportivo e certos de que a sua realização será, à semelhança das edições anteriores, um enorme sucesso.

©Jorge Matreno/ANSurfistas

Depois de um arranque da Liga MEO Surf em Abril, a ação prossegue a todo o gás, com Vasco Ribeiro e Kika Veselko a chegarem ao Porto e Matosinhos na liderança do ranking e com a licra amarela Go Chill, que conservam desde o final da última temporada, uma vez que são os campeões em título. Este é um palco especial, sobretudo, para Vasco Ribeiro, que em 2021 venceu esta etapa pela quinta vez na carreira.

Vasco Ribeiro, campeão nacional e líder do ranking
É verdade que o Porto é um local onde me sinto muito bem e costumo ganhar com regularidade. Ando a sentir-me muito bem, tenho andado a treinar bastante e vencer na Figueira da Foz foi muito bom. Vinha de uma lesão que me obrigou a parar e começar o ano a ganhar é bom para ganhar motivação para os últimos campeonatos do ano a nível internacional. Depois desses campeonatos vamos para o Porto, onde espero continuar este momento.

Já Kika Veselko vai numa série de duas vitórias consecutivas em etapas na Liga MEO Surf, depois de ter fechado o ano transato a vencer em Peniche, abrindo 2022 com mais um triunfo, desta vez na Figueira do Foz. No Porto e Matosinhos a ambição da jovem campeã nacional não passará por outro objetivo que não cumprir o ditado de que “não há duas sem três”.

Kika Veselko, campeã nacional e líder do ranking
Sem dúvida, que neste momento estou a atravessar um dos melhores períodos da minha carreira. Tenho vindo a ter resultados marcantes ao logo dos últimos anos e o ano passado foi um ano super especial para mim. Até agora, 2022 tem corrido muito bem, mas quero sempre mais! O meu sonho é chegar CT [elite do surf mundial], estou extremamente contente com a qualificação para o circuito Challenger Series e de começar o ano da Liga MEO Surf em grande. O meu objetivo este ano é defender o título nacional e tentar manter a licra amarela até ao final. Adoro competir no Porto, as ondas são muito divertidas. Nunca ganhei, mas já alcancei um segundo lugar em Matosinhos”.

©Jorge Matreno/ANSurfistas

Historial dos vencedores do Joaquim Chaves Saúde Porto Pro – últimos três anos:
2021 – Vasco Ribeiro e Teresa Bonvalot
2020 – Vasco Ribeiro e Teresa Bonvalot;
2019 – Tomás Fernandes e Yolanda Hopkins;

Com um vasto leque de surfistas que têm dado cada vez mais provas, tanto dentro de portas como a nível internacional, onde três surfistas portuguesas acabaram de conquistar os três primeiros lugares do ranking europeu do circuito Qualifying Series da World Surf League, estão, assim, reunidos todos os condimentos para a etapa nortenha, que pelo segundo ano consecutivo vai ter Joaquim Chaves Saúde no naming.

José Chaves, Presidente do Conselho de Administração do Grupo Joaquim Chaves Saúde
É com grande entusiasmo que voltamos a associar-nos à Liga MEO Surf, este ano com três grandes propósitos: apoiar a modalidade e os seus atletas; promover uma cultura que alia os cuidados de saúde a hábitos de vida saudável e proporcionar a melhor experiência a quem quiser assistir às etapas do campeonato. Esta associação permite-nos, promover aquilo a que chamamos uma ‘cultura de saúde’, baseada numa visão 360º, conseguida através dos nossos serviços de diagnóstico, tratamento e prevenção – onde destaco a recente inaugurada Clínica Cirúrgica de Carcavelos e também o Joaquim Chaves Fitness”. Nas diversas etapas, e com o intuito de proporcionar uma melhor experiência a todos, a Joaquim Chaves Saúde irá disponibilizar um Beach Point, uma zona privilegiada para quem quiser assistir às provas, com um ecrã gigante, com transmissão das provas em direto, e também uma zona de duches para os atletas.

Joaquim Chaves Saúde Porto Pro 2021 em números:
– Campeões da Etapa: Vasco Ribeiro e Teresa Bonvalot;
– 899 ondas surfadas por 72 surfistas inscritos;
– Melhor onda (máximo 10 pontos): 9 pontos de Vasco Ribeiro nas meias-finais;
– Melhor pontuação (máximo 20 pontos): 16,75 de Vasco Ribeiro, nas meias-finais;

Em termos de troféus laterais, o grupo Joaquim Chaves Saúde vai premiar a melhor onda da etapa, enquanto o Bom Petisco Girls Score distinguirá o melhor score feminino. A isso junta-se a luta pela Go Chill Expression Session, tanto na vertente masculina como feminina.

Fantasy Surfer – Mais informações em fantasy.ansurfistas.com
Prémio vencedor etapa: Relógio Rip Curl Search GPS 2
Prazo de constituição das equipas: hora do Call do primeiro dia de prova

A nível televisivo, o Joaquim Chaves Saúde Porto Pro poderá ser acompanhado em direto na Sport TV, assim como nos restantes meios oficiais: facebook do MEO, app do MEO – disponível na posição 810 da grelha de canais MEO, e em www.ansurfistas.com e redes sociais em @ansurfistas.

A Liga MEO Surf 2022 é uma organização da Associação Nacional de Surfistas e da Fire!, com o patrocínio do MEO, Joaquim Chaves Saúde, Allianz Seguros, Bom Petisco, Go Chill, Somersby, Corona e Rip Curl, o parceiros de sustentabilidade Jerónimo Martins, o apoio local da Câmara Municipal do Porto e da Câmara Municipal de Matosinhos, e o apoio técnico da Onda Pura e da Federação Portuguesa de Surf.

Mais informações em www.ansurfistas.com.

Siga-nos nas redes sociais como o Facebook, Twitter, Instagram, Youtube e TikTok e veja os nossos conteúdos exclusivos.

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Botão Voltar ao Topo
error: Content is protected !!