atletismoDesporto

Liliana Cá e Irina Rodrigues asseguraram medalhas de ouro e prata na Taça da Europa de Lançamentos

This post is also available in: English (Inglês)

Depois da prata de Francisco Belo, sábado, no lançamento do peso, e do bronze de Ruben Antunes, no martelo para sub-23, Portugal fecha a competição no quinto lugar do quadro de medalhas.

Globalmente, é mesmo o melhor resultado de sempre para Portugal, que nunca tinha obtido quatro medalhas e que desde 2003, quando Teresa Machado venceu no disco, perseguia uma nova medalha de ouro em femininos.

A recordista nacional Liliana Cá entrou em pista como favorita, já que é a líder europeia do ano (e terceira mundial), e confirmou esse estatuto, com um melhor registo a 62,80 metros, um centímetro apenas mais do que Irina conseguiu fazer.

Liliana Cá já tem marca de qualificação para os Jogos Olímpicos, enquanto Irina Rodrigues está claramente na zona das que se apuram por ‘ranking’.

Com este resultado, Irina Rodrigues consegue uma melhor marca pessoal de 2021 e passa a ser a 16.ª da época, sendo já quase ‘certo’ o seu apuramento para Tóquio2020.

Rúben Antunes atirou o martelo a 71,05 metros, um novo recorde pessoal para o jovem atleta do Sporting, que se estreava a este nível. Chegou para fechar o pódio, bem perto da prata do polaco Dawid Pilat (71,29), líder mundial de sub-20.

Na final B do lançamento do peso para sub-23 esteve Débora Quaresma, para ser terceira, com 14,32 metros.

Follow us on social media: Instagram; Facebook; Twitter; Youtube.

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo
error: Content is protected !!