concertos/músicacultura

Marisa Monte de volta a porto e Lisboa

This post is also available in: English (Inglês)

TOUR 2022 | EUROPE

  • 28 de junho 2022, Super Bock Arena | Pavilhão Rosa Mota, Porto
  • 5 de julho 2022, Festival Jardins do Marquês | Oeiras Valley, Oeiras

Marisa Monte, um dos maiores nomes da música brasileira e de toda a música cantada em português, está de regresso a Portugal em duas datas para anotar já na agenda de 2022: dia 28 de junho, na Super Bock Arena – Pavilhão Rosa Mota no Porto, e dia 5 de julho, no Festival Jardins do Marquês – Oeiras Valley, em Oeiras.

Depois de uma primeira edição de grande sucesso, em pleno contexto de pandemia, o Festival Jardins do Marquês – Oeiras Valley está de regresso em 2022 com um cartaz (outra vez) imperdível. Depois da confirmação do espetáculo Seu Jorge e Daniel JobimCantam Tom Jobim‘, com a primeira parte a cargo de Rua das Pretas, é a vez de acrescentar o nome de Marisa Monte a um cartaz que espera acolher mais nomes de luxo a anunciar em breve.

A cantora brasileira vem a Portugal e dias após o concerto marcado para a cidade invicta, dia 28 de junho, na Super Bock Arena, atua neste festival cuja atmosfera casa na perfeição com a sua música, cheia de classe e encanto. Assim sendo, no dia 5 de julho, em Oeiras, o público português pode desfrutar dos clássicos de sempre e também das novidades que Marisa Monte traz na bagagem, frutos do novo disco “Portas”.

Nascida no Rio de Janeiro, no dia 1 de julho de 1967, Marisa Monte desde cedo demonstrou interesse pela música e, ainda criança, fez aulas de piano e bateria. Ouvia Maria Callas e Billie Holiday assim como Carmen Miranda e a música brasileira. Com 18 anos, foi morar em Roma, disposta a aprofundar os estudos de canto lírico. Logo na sua primeira apresentação no Jazzmania, no Rio de Janeiro, em setembro de 1987, a repercussão foi enorme. Estava encontrada a nova sensação da cena musical brasileira.

Rapidamente se tornou conhecida tanto pelo público jovem de rock como pelo público mais adulto de jazz e de MPB. “MM” (1989), o primeiro disco, trazia samba, jazz, black music, blues, soul, bossa nova e rock. O lançamento de seu segundo disco “Mais” (1991), com as primeiras parcerias com Nando Reis e Arnaldo Antunes, revelou Marisa Monte como compositora e com um estilo muito próprio, que refletia as suas múltiplas influências musicais. Desde aí os sucessos seguiram-se uns atrás dos outros, graças a discos clássicos como “Barulhinho Bom”, “Memórias, Crônicas, e Declarações de Amor”, “Infinito Particular” e “Universo ao Meu Redor”, registos que confirmaram Marisa como um dos maiores, mais acarinhados e mais respeitados nomes da música brasileira. Em 2022, após inúmeras parcerias, Marisa juntou-se a Carlinhos Brown e Arnaldo Antunes para lançar o disco “Tribalistas”. O sucesso do disco foi nacional e internacional, oferecendo ao público uma coleção de hits como “Já Sei Namorar”, “Velha Infância” ou “Passe em Casa”.

Portas” é o mais recente disco a solo de Marisa Monte, gravado durante a pandemia e com as bases feitas em estúdio, no Rio de Janeiro. Posteriormente, houve sessões remotas em Lisboa, Los Angeles, Madrid, Barcelona e Nova Iorque. O trabalho conta ainda com arranjos de Arthur Verocai, Antonio Neves e Marcelo Camelo e participações especiais de Seu Jorge e Flor. Todos esses movimentos resultaram num disco global que promete conquistar o público português, também ao vivo: dia 28 de junho, na Super Bock Arena (Pavilhão Rosa Mota, Porto), e dia 5 de julho, no Festival Jardins do Marquês – Oeiras Valley, em Oeiras.

Siga-nos nas redes sociais como o Facebook, Twitter, Instagram, Youtube e TikTok e veja os nossos conteúdos exclusivos.

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Botão Voltar ao Topo
error: Content is protected !!