culturaliteratura

Prémios Literários da Estoril Sol continuam em 2022

Fiel à sua matriz em promover as Letras portuguesas, a Estoril Sol persiste em renovar este ano, a atribuição dos Prémios Literários Fernando Namora e Revelação Agustina Bessa-Luís, em homenagem aos dois grandes escritores, apesar dos graves e complexos problemas que a Europa enfrenta, resultantes da invasão russa da Ucrânia.

Com o lançamento da 25ª edição do Prémio Literário Fernando Namora e da 15ª edição do Prémio Literário Revelação Agustina Bessa-Luís, a Estoril Sol consolida, assim, um dever de cidadania, entendido como um contributo para a valorização das Letras e das Artes, não obstante a actual conjuntura tão desfavorável à escala internacional.

Recorde-se que, de acordo com os respectivos regulamentos, expira a 31 de Maio o prazo de recepção das obras originais para ambos os prémios.

O Prémio Literário Fernando Namora, de periodicidade anual, é reservado a romances publicados, e tem o valor de 15 mil euros. Recorde-se que foi João Tordo, com o seu romance “Felicidade”, o vencedor em 2021.

Ao eleger “Felicidade”, o júri registou em acta que “é um romance de formação emocional e afectiva de um homem constituído em narrador, embora sem nome que o identifique ao longo do livro. O dramatismo de solidão do narrador e protagonista de romance assume grande intensidade e poder de envolvência no leitor. Também a engrenagem se situa num plano de realização preciso mas criativo. Os nomes das três figuras femininas, Felicidade, Esperança e Angélica, projetam um simbolismo que expande o próprio processo imaginativo”.

Presidido por Guilherme D `Oliveira Martins, o Júri é comum ao Prémio Revelação Agustina Bessa-Luís, que volta a ser instituído, também, pela Estoril Sol, sendo atribuído regularmente desde 2008.

Recorde-se que a Estoril Sol eliminou, desde 2016, a norma que impunha o limite dos 35 anos de idade para os candidatos, o que alargou o âmbito do concurso. Contudo, mantém-se a obrigatoriedade do romance concorrente ser inédito, e de autor português, “sem qualquer obra publicada no género”.

O romance vencedor do Prémio Literário Revelação Agustina Bessa-Luís, em 2021, foi “Terrinhas”, de Catarina Gomes. O Prémio tem o valor de 10 mil euros e, nos termos do Regulamento, a obra vencedora será publicada pela Editora Gradiva, conforme o protocolo existente com a Estoril Sol.

Na acta, o Júri salientou que “Terrinhas” é “um romance que, a partir do ponto de vista de uma mulher tipicamente citadina, coloca em confronto o mundo rural e o mundo urbano. A memória dos pais, que quase religiosamente vão à terra para trazer batatas, as quais invadem a cozinha e o imaginário da narradora, fornece a visão irónica e, por vezes, mesmo hilariante, com que esta avalia a infância e enfrenta dores e dramas da idade adulta. A alegria e a comovente ternura na avaliação da vida e da morte, associadas a uma escrita fluida e elegante, dão a este romance, um indiscutível alcance literário, que importa valorizar e divulgar”.

Aos Prémios Literários Fernando Namora e Revelação Agustina Bessa-Luís junta-se, mais tarde, o Prémio Vasco Graça Moura – Cidadania Cultural, em homenagem ao escritor, poeta e ensaísta, completando o elenco deste contributo anual da Estoril Sol para as Letras e a Cultura.

Siga-nos nas redes sociais como o Facebook, Twitter, Instagram, Youtube e TikTok e veja os nossos conteúdos exclusivos.

Please follow and like us:
Pin Share
Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
error: Content is protected !!