culturaEventosteatro

Quinta-feira cheia no Festival de Almada

Dia 7

Quatro espectáculos de teatro em simultâneo, música, e o lançamento do livro de Rita Calçada Bastos

Na quinta-feira, às 18h, há Colóquio na Esplanada com Rita Calçada Bastos, encenadora de Se eu fosse Nina, moderado por Ana Quintans (o texto do espectáculo será lançado nesta sessão). Às 20h, há Música na Esplanada com as Freirianas Guerreiras. Às 21h30, quatro espectáculos em simultâneo: No Teatro Municipal Joaquim Benite, Se eu fosse Nina; na Incrível Almadense, Em casa, no zoo; No Teatro Estúdio António Assunção, Eu sou a minha própria mulher; e por fim no Fórum Municipal Romeu Correia, Museu Pasolini.

Como criar um Museu Pier Paolo Pasolini? Para responder a esta pergunta, Ascanio Celestini criou Museo Pasolini, que durante 2022, o ano em que se assinala o centenário do nascimento do poeta, percorre toda a Itália. Celestini aplica de novo a um projecto a forma pela qual ganhou prestígio nos palcos italianos durante os últimos trinta anos: uma mistura de técnica narrativa com investigação antropológica.

Em cena, o actor tem um diálogo imaginário com um historiador, um psicanalista, um escritor, um leitor, e alguém que de facto conheceu Pasolini. O objectivo é escolher os tais objectos que podem provir de sítios tão diversos como um velho armazém, uma lixeira, uma biblioteca ou uma secção de objectos perdidos e achados.
Impregnado de uma fina ironia, Ascanio Celestini responde aos quesitos definidos para qualquer museu: pesquisa, aquisição, conservação, comunicação e exposição.

Citando Vincenzo Cerami, um dos mais famosos argumentistas da História do cinema italiano: “Se pegarmos em toda a obra de Pasolini, desde os primeiros poemas que escreveu aos sete anos até ao seu último filme, Saló ou os 120 dias de Sodoma, temos o retrato da História italiana desde o fim do fascismo até à segunda metade dos anos setenta”.

Museo Pasolini
(Fórum Municipal Romeu Correia, Auditório Fernando Lopes-Graça, de 7 a 9 de Julho, quinta, às 21h30, sexta, às 19h, e sábado, às 18h)

  • De Ascanio Celestini
  • Interpretação – Ascanio Celestini
  • Vozes – Grazia Napoletano e Luigi Celidonio
  • Música – Gianluca Casadei
  • Som – Andrea Pesce
  • Fabbrica Srl (Itália)
  • Língua – Italiano
    Legendado em português
  • Duração – 1h30m
  • Classificação – M/12

+ info ctalmada.pt

Confirme sempre junto da sala de espetáculos ou promotor as condições de acesso, confirmação da data ou horário, local de venda dos bilhetes, preço e disponibilidade.

Siga-nos nas redes sociais como o Facebook, Twitter, Instagram, Youtube e TikTok e veja os nossos conteúdos exclusivos.

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Botão Voltar ao Topo
error: Content is protected !!