Sem categoria

Segunda etapa da Liga MEO Surf terminou hoje na Praia de Leça da Palmeira

– Vasco Ribeiro venceu Joaquim Chaves na final masculina
– Francisca Veselko derrotou Gabriela Dinis na categoria feminina
– Halley Batista e Teresa Bonvalot venceram a Go Chill Expression Session

Vasco Ribeiro e Francisca Veselko venceram hoje o Joaquim Chaves Saúde Porto Pro, segunda etapa da Liga MEO Surf que se realizou na Praia de Leça da Palmeira. O derradeiro dia de competição que começou às 8.00h contou com ondas desafiantes de 1m afetadas pelo vento e pela forte corrente.

Na final masculina Vasco Ribeiro venceu Joaquim Chaves dando continuidade ao domínio que mostrou durante o evento fechando com chave d’ouro a sua prestação. Numa bateria indefinida nos primeiros minutos, Ribeiro impôs o seu surf com ondas de 7.75 e 6.00 pontos resultando no score vencedor de 13.75 pontos. Joaquim Chaves tentou contrariar o favoritismo do ex-campeão nacional e europeu, mas sem sucesso terminando com o score 7.75 pontos. Não deixa de ser um grande resultado para o jovem surfista português de 19 anos que chegou pela primeira vez a uma final da Liga MEO Surf tendo apresentado surf consistente e de alto nível ao longo de toda a prova.

©Jorge Matreno/ANSurfistas

Os primeiros minutos do heat passaram-me ao lado, tive que fazer um reset”, afirmou o campeão que já venceu este evento por seis vezes. “O meu treinador diz, e com razão, que as finais são para ganhar. Estou muito contente por ter ganho no Porto, é um sítio que eu adoro. É uma vitória muito especial para mim, depois de muitos meses em que muita coisa mudou. Tenho que continuar a fazer o mesmo trabalho. Há ainda muitos campeonatos pela frente, e tudo pode acontecer!”, finalizou.

Martim Nunes e Francisco Ordonhas perderam nas meias-finais para Vasco Ribeiro e Joaquim Chaves, respetivamente. A dupla da nova geração do surf nacional causou sensação nesta prova apresentando surf de backside crítico despedindo-se da prova com um 3º lugar ex aequo.

Nos quartos-de-final aconteceu a principal surpresa do dia com a eliminação do atual campeão nacional e líder do ranking Go Chill, Guilherme Ribeiro. Com um surf de backside vertical, Francisco Ordonhas não se intimidou com o favoritismo de Ribeiro e causou sensação logo na primeira bateria do dia.
Nas restantes baterias desta fase, Joaquim Chaves venceu Halley Batista, Martim Nunes derrotou Arran Strong enquanto Vasco Ribeiro levou de vencida Francisco Almeida.

Com os resultados de Guilherme Ribeiro e Vasco Ribeiro ambos estão empatados no ranking Go Chill. Uma vez que nunca houve confronto direto entre ambos este ano, o critério de desempate é o ranking do ano passado. Assim, Guilherme Ribeiro vai continuar de licra amarela na próxima etapa da Liga MEO Surf, na Ericeira.

©Jorge Matreno/ANSurfistas

Na final feminina assistiu-se a uma reedição da primeira etapa disputada na Figueira da Foz, mas com um desfecho diferente. Desta vez, Francisca Veselko dominou a final do início ao fim perante Gabriela Dinis que não se encontrou com as ondas. A atual campeã mundial júnior fez uma combinação de manobras fortes no seu surf de frontside selando a vitória com a melhor do evento feminino, 7.80 pontos, e com o score final de 14.05 pontos.

Com este resultado, Francisca e Gabriela estão empatadas no ranking Go Chill sendo que o critério de desempate é o confronto direto este ano com vantagem para a primeira. Assim, a ex-campeã nacional irá competir na Ericeira com a licra amarela vestida.

Encarei o campeonato de forma positiva”, começou por dizer a campeã. “Treino todos os dias, em condições diferentes, por isso, foi questão de me adaptar. Na Figueira fiquei em segundo lugar contra a Gabi, e agora encontramo-nos novamente na final, fiquei super contente de poder ganhar. É sempre bom ter a licra amarela, é incrível ter o nome estampado nela. Estou ansiosa para a etapa da Ericeira para poder surfar como líder do ranking. Vou para a Austrália já esta semana para o Challenger Series, não poderia ter tido melhor preparação do que ganhar o Joaquim Chaves Saúde Pro”, finalizou.

A atual campeã nacional, Teresa Bonvalot e a ex-campeã nacional, Carolina Mendes perderam nas meias-finais para Francisca Veselko e Gabriela Dinis, respetivamente, e saíram desta etapa com um 3º lugar ex-aequo.

Durante a tarde foi realizada a Go Chil Expression Session cujos vencedores foram Halley Batista com um aéreo reverse e Teresa Bonvalot com um reentry de frontside.

Resultados finais do Joaquim Chaves Saúde Porto Pro:
Final masculina: Vasco Ribeiro 13,75 x Joaquim Chaves 7,75 pontos
Final feminina: Francisca Veselko 14,05 x Gabriela Dinis 5,50 pontos
Joaquim Chaves Saúde Best Wave: Vasco Ribeiro, 8,60 pontos
Bom Petisco Girls Score: Francisca Veselko, 14,60 pontos
Go Chill Expression Session: Halley Batista e Teresa Bonvalot
Waversby Round (melhor performance desportiva no round 3): Vasco Ribeiro, 14,60 pontos

A Liga MEO Surf volta à água de 10 a 12 de Junho com o Allianz Ericeira Pro, terceira etapa que vai realizar-se na praia de Ribeira D’Ilhas, na Ericeira.

A nível televisivo, o Joaquim Chaves Saúde Porto Pro pôde ser acompanhado em direto na Sport TV, assim como nos restantes meios oficiais: facebook do MEO, app do MEO – disponível na posição 810 da grelha de canais MEO, e em www.ansurfistas.com e redes sociais em @ansurfistas.

A Liga MEO Surf 2023 é uma organização da Associação Nacional de Surfistas e da Fire!, com o patrocínio do MEO, Joaquim Chaves Saúde, Allianz Seguros, Bom Petisco, Go Chill, Corona, Somersby, o parceiro de sustentabilidade Jerónimo Martins, o apoio local das Câmaras Municipais do Porto e de Matosinhos, e o apoio técnico da Onda Pura Surf Center e da Federação Portuguesa de Surf.

+info

Siga-nos nas redes sociais como o Facebook, Twitter, Instagram, Youtube e TikTok e veja os nossos conteúdos exclusivos.

Please follow and like us:
Pin Share
Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
error: Content is protected !!