culturamúsica

Stereossauro apresenta +351

Faz pleno sentido que Stereossauro use para título do seu novo álbum o indicativo telefónico internacional para Portugal, +351.

Nas suas viagens fora do país – para, por exemplo, participar em campeonatos mundiais de Djing onde já arrecadou alguns títulos em parceria com DJ Ride –, há-de muitas vezes ter usado esse indicativo para ligar para casa. E é de ligações a uma “casa” que se faz este novo trabalho. Trata-se de um lugar musical, claro, uma “casa” que o próprio Stereossauro construiu a pulso, dotando-a de muitas divisões – a do hip hop e do gira-disquismo, por um lado; a divisão da eletrónica mais pulsante e servida por graves fundos; essa outra ampla sala onde Stereo sempre arrumou as suas grandes referências – de Amália e Carlos Paredes a Carlos do Carmo, Camané e tantos outros nomes que sempre o inspiraram. Uma casa onde há uma cozinha em permanente rebuliço, o lugar onde o chefe Stereossauro testa novas receitas, aprimora sabores e de onde saem muitos repastos para os nossos ouvidos.

Stereossauro @ Capitólio ©Luís M. Serrão – iNeews > 20211106

Nos últimos anos, Stereossauro construiu um lugar tão sólido quanto ímpar para a sua música: surpreendeu meio mundo quando reinventou o clássico “Verdes Anos” de mestre Paredes trazendo-o para o presente, provou não haver fronteiras quando reuniu, no mesmo Bairro da Ponte, Carlos do Carmo e Ana Moura, Camané e Capicua e tantos outros artistas para o que foi, sem dúvida, um dos mais aclamados álbuns de 2019. E de lá para cá, não tem havido tempo para descansar: lançou Desghosts & Arrayolos em 2021, trabalho em que Carlão, Marisa Liz, xtinto, Áurea, Manuel Cruz, Blaya, Sara Correia ou Ricardo Ribeiro marcavam presença; cruzou-se com o saxofonista Cabrita no álbum Cachorro Sem Dono de 2022; “descobriu” Ana Magalhães no seu Tristana, em 2023; e, já este ano, juntou forças com o rapper Mura para um dos melhores trabalhos deste arranque de ano, o álbum ADAMAS. Se a isto se somarem participações pontuais em projetos como Sg Gigante, a homenagem hip hop a Sérgio Godinho imaginada por Capicua, e muitas dezenas de concertos, fica-se com uma ideia de como Stereossauro leva a vida em permanente estado de criação. +351 é a nova consequência dessa profunda inquietação que o leva a desafiar-se constantemente.

2021.09.04 – Cabrita Stereossauro to trips – Festa do Avante Dia 1 ©Margarida Rodrigues – iNeews

É o próprio Stereossauro que explica que este disco até já devia ter acontecido: “É quase à Tarantino, na verdade, com o fluxo da história a ver as suas voltas trocadas – este álbum deveria ter sido feito antes do Bairro da Ponte e logo depois do ‘Verdes Anos’”. Só que, como o próprio Stereo reconhece, “o Bairro da Ponte agigantou-se”. Mas com o tempo finalmente domado, o Dj, produtor e compositor pode voltar à sua “cozinha” para preparar novo banquete de 12 pratos.

Stereossauro @ Capitólio ©Luís M. Serrão – iNeews > 20211106

+351 volta a encontrar Stereossauro em modo rigorosamente instrumental, num ambicioso trabalho que é, na verdade, uma reflexão sobre o lugar da guitarra na sua música, uma homenagem aos instrumentos que bastaram para que “Verdes Anos” alcançasse a imortalidade: a guitarra portuguesa, mas também a viola acústica. Para tanto, Stereo chamou vários mestres: Ricardo Gordo, seu inseparável companheiro desde Bairro da Ponte; Ângelo Freire, que conheceu quando trabalhou com Sara Correia; José Manuel Neto, uma paixão antiga, admite o produtor; e a maior referência da guitarra portuguesa da atualidade, mestre António Chainho – “conversámos muito antes de gravar”, admite o produtor. Mas Stereossauro foi mais longe, alargando o espectro de sons neste novo trabalho das cordas de aço da guitarra portuguesa às de nylon das violas de Tó Trips, de quem Stereossauro se diz admirador há muito tempo, e de Pedro Jóia, mestre da guitarra com alma mais flamenca que por cá temos. Como convidados adicionais no álbum encontram-se ainda o inseparável companheiro de muitas aventuras DJ Ride – “acho que nunca fiz um trabalho em que ele não tenha marcado presença” – Celina da Piedade, que toca acordeão em “Nova Balada da Despedida”, uma reinvenção de um velho standard coimbrão, e finalmente de Ana Magalhães, a voz de Tristana que tem dois discretos apontamentos em dois dos temas do álbum.

Há outra “participação” muito especial em +351 – Bordalo II é o autor da obra que surge na capa, uma peça escultórica que usou vários objetos musicais que Stereossauro foi colecionando ao longo dos anos já com esta ideia na cabeça: “O Bordalo é talvez o meu artista plástico português favorito. Adoro o facto das suas obras carregarem sempre importantes mensagens. Eu estudei artes plásticas e essa foi sempre a dimensão da arte que mais me apaixonou, a que me fazia coçar a cabeça, que me intrigava e provocava. Quando o abordei com a minha ideia ele aceitou de imediato. Uma honra para mim”.

capa e meio vinil +351 c
Stereossauro < capa e meio vinil +351 c

Entre Março e Agosto de 2023, Stereossauro produziu os temas que integram o alinhamento de +351 e mais umas quantas dezenas de ideias e experiências a que poderá voltar no futuro. “Tenho muitos projetos em mãos”, revela ele, “e sei que este não será certamente o último álbum que faço em torno da guitarra portuguesa”.

Em +351, dispensando o peso da palavra que tem explorado nos seus álbuns mais recentes, mas não a dimensão poética que sempre identificou na peculiar sonoridade da guitarra portuguesa, Stereossauro volta a criar uma banda sonora para um possível filme sobre o Portugal contemporâneo, um país em que passado, presente e futuro dançam juntos, em que diferentes culturas dialogam e se entendem. O país para que sempre ligamos quando as viagens nos levam mundo fora.

Confirme sempre junto da sala de espetáculos ou promotor as condições de acesso, confirmação da data ou horário, local de venda dos bilhetes, preço e disponibilidade.

Siga-nos nas redes sociais como o Facebook, Twitter, Instagram, Youtube e TikTok e veja os nossos conteúdos exclusivos.

Please follow and like us:
Pin Share
Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo
error: Content is protected !!