DesportoJudo

Telma Monteiro e Catarina Costa terminam Doha Masters em quinto lugar

This post is also available in: English (Inglês)

No primeiro dia de competição, destinado às categorias mais leves, Portugal teve três judocas em ação, entre as quais Telma Monteiro, a única portuguesa com medalhas na competição, uma de ouro (2011), uma de prata (2012) e duas de bronze (2013 e 2019).

Telma Monteiro não conseguiu repetir os anteriores êxitos, num percurso que se saldou com três vitórias, frente a Sabrina Filzmoser (29.ª), Ghofran Khelifi (36.ª) e Cheb-Ling Lien (12.º), e duas derrotas, com Sarah Leonie Cysique (sétima) e Nora Gjakova (quinta).

As duas derrotas de Telma Monteiro aconteceram frente a adversárias mais bem classificadas no ‘ranking’, no primeiro, com a francesa Cysique, com a portuguesa a ter de sair para enfaixar a cabeça, magoada, e no segundo diante de uma rival com quem tinha vencido apenas dois de sete combates.

Para a atribuição do bronze, Telma Monteiro ainda levou o combate, muito equilibrado, para o ponto de ouro, mas Gjakova garantiu o triunfo, por ‘waza ari’, quando estavam decorridos 1.38 minutos do ‘prolongamento’.

Já Catarina Costa (oitava do ‘ranking’), isenta na primeira ronda, apenas fez quatro combates, numa categoria que teve 24 judocas, e em que teve o ‘azar’ de encontrar a líder mundial, a kosovar Distria Krasniqi, e a número dois, a ucraniana Daria Bilodid.

Telma Monteiro e Catarina Costa saem do Masters de Doha com 648 pontos, que lhes permitem descartar piores resultados na soma para a qualificação olímpica e com a possibilidade de subirem no ‘ranking’, em que se encontram em zona elegível para Tóquio2020, prova adiada para 2021.

Follow us on social media: Instagram; Facebook; Twitter; Youtube.

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo
error: Content is protected !!