empresas

Vinyl XPress de olho no mercado de Portugal

Os discos de vinil andam de mãos dadas com a música desde sua invenção em 1948.

Após um período de “estranhamento”, quando os CDs tomaram conta do mercado, voltaram a descobrir-se e confirmaram que um é perfeito ao outro em qualquer época.

Em 2020, pela primeira vez em 34 anos, a venda de discos nos Estados Unidos foi maior que a de CDs. A apostar que esta relação duradoura vai expandir pelo mundo todo, a Vinyl Xpress está a olhar o mercado português com atenção. A empresa da República Checa lançou um site em português e agora busca entrar no mercado luso com o que tem de melhor: preço, entrega e qualidade.

“A ideia é juntar meu conhecimento de discos de vinil e a parceria com as melhores fábricas da Europa. Portugal nos interessa porque é um país muito forte na música e em festivais. Artistas de todo o mundo passam por terras portuguesas todos os anos”, disse o empresário brasileiro Clenio Lemos, dono da Vinyl Xpress, fundada por ele em 2020.

Dentro do mercado de vinis há mais de 25 anos, Clenio já trabalhou com prensagem de obras de artistas icónicos como Sepultura, Tom Zé, Alice Cooper, Criolo, Celso Fonseca e Ed Motta, entre outros.

Através do site da Vinyl Xpress (https://vinyl-xpress.com/pt/), o cliente pode fazer uma simulação da sua encomenda para ter uma ideia de valores. O pedido mínimo é de 250 cópias e os prazos de entrega são os mais rápidos do mercado. Além de prensagem, a Vinyl Xpress oferece os serviços gráficos como acabamento impresso, capas, envelopes e caixas especiais para os vinis.

Follow us on social media: Instagram; Facebook; Twitter; Youtube.

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo
error: Content is protected !!