concertos/músicacultura

Wim Mertens apresenta o novo álbum ‘Voice of the Living’

Wim Mertens edita hoje ‘Voice of the Living’, uma homenagem a todas as vítimas da guerra. Esta composição nasceu de uma encomenda da Chancelaria do Primeiro Ministro belga como parte da comemoração da Grande Guerra (1914 -’18).

A composição ‘Voice of the Living’ é contada do ponto de vista do “homem comum”, o homem normal, o soldado que é confrontado com a experiência abissal quotidiana – literalmente, cara a cara com o inaudito, o imprevisível, o inimaginável e tudo isto através dos imponentes campos rivais. Por outras palavras, não foi claramente pensada de uma perspectiva triunfalista.

Os quatro elementos, por sua vez, referem-se a situações de guerra específicas, tais como o impasse na guerra de trincheiras (terra), planícies inundadas no Westhoek (água), ataques aéreos (pressão do ar, gás venenoso) e combates de fogo (fogo). Por outras palavras, Wim Mertens investiga a ligação entre os quatro elementos e os quatro grupos instrumentais tradicionais, harpa, cordas, sopros e percussão. Esta ligação é utilizada como um ponto de partida axiomático. As diferentes partes da composição ‘Voice of the Living’ são guiadas pelo canto. A voz é responsável por encontrar o “tom certo” no continuum do curso geral da composição. A voz que conhece, a voz que supervisiona, mesmo a inimaginável, a imprevisível; literalmente a voz abissal. Este continuum tem um “carácter aberto”, levando a interrupções inesperadas, distorções, rupturas, ao desnível e ao confronto com o “estranho tout court”.

Hoje, a memória das experiências de todos os soldados e de todas as vítimas da guerra, é o verdadeiro tema da obra de Mertens. Esta memória só pode ser interpretada e executada pelos vivos de hoje. A voz dos vivos de hoje como tributo a todas estas vítimas. A composição ‘Voice of the Living’ só pode tornar-se um derradeiro tributo às vítimas após a execução – à la dernière instance – da obra. A derradeira homenagem a todas as vítimas é a performance musical. ‘Voice of the Living’ foi encomendada pela Chancelaria do Primeiro Ministro belga como parte da comemoração da Grande Guerra (1914 -’18). A composição foi estreada na catedral de Sint-Maartens, Ieper, 28 de Outubro de 2014 e oferecida aos habitantes da Cidade de Ieper.

Siga-nos nas redes sociais como o Facebook, Twitter, Instagram, Youtube e TikTok e veja os nossos conteúdos exclusivos.

Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo
error: Content is protected !!