empresasgastronomia | receitasindustriaturismo

Nasceu a Sidra Coop Bio a primeira sidra biológica da Madeira

A Cooperativa de Produção e Consumo Liberdade criou a primeira sidra biológica da Região Autónoma da Madeira

Jardim da Serra, Câmara de Lobos, Madeira, março de 2023. Foi lançada, recentemente, na Quinta Leonor a primeira sidra biológica da Madeira – a SIDRA COOP BIO, com a presença do Senhor Presidente do Governo da Região Autónoma da Madeira, Dr. Miguel Albuquerque e demais entidades governamentais.

A CAL Cooperativa de Produção e Consumo Liberdade decidiu, no ano 2021, adquirir os peros e as maçãs biológicas da localidade, para produzir a primeira sidra biológica da Ilha da Madeira.

Diretamente do sumo de maçãs, de diferentes variedades, muitas delas muito antigas e pouco conhecidas. Foram produzidas cerca de 1.100 garrafas de 75cl, na Sidraria do Santo da Serra, pertencente à rede de Sidrarias do Governo Regional da Madeira.

Foi, igualmente, produzido e engarrafado um outro lote de “uma irmã” não biológica, mas igualmente inscrita, nas sidras naturais da Madeira IG.

Das muitas variedades de maçãs que são utilizadas para fazer esta sidra, destaca-se o Pero Domingos, que é o mais relevante da zona. É um pero de sabor bastante balanceado entre a doçura e a acidez que caracteriza a fruta madeirense, resultando assim numa sidra equilibrada, de cor amarelo citrino, aroma de médio a intenso, com alguma adstringência, amargor e doçura ligeiros e acidez média.

Manuel Gonçalves, conhecido também por Manuel Neto, Presidente da Direção da CAL refere: “Esta é uma conquista do Jardim da Serra e dos seus produtores biológicos, mas gostaria de salientar o trabalho da Direção Regional de Agricultura, especificamente da Engª Regina Pereira que mantém este saber secular bem tangível. É uma conquista também, de todos os produtores de Sidra, que num esforço conjunto não deixam morrer uma tradição, tanto de produção como consumo, de Sidra na nossa maravilhosa Ilha da Madeira.”

De acrescentar que Sidra Coop Bio foi distinguida em 2022 com o prémio Melhor das Melhores na categoria Prata no Concurso Europeu de Sidras Naturais I Madeira ’22, além de arrecadar o troféu “Planeta Terra”, no mesmo concurso. Este troféu resulta do reconhecimento dado pela Secretaria Regional de Agricultura e Desenvolvimento Rural, pela importância do apoio e disseminação das Boas Práticas Agrícolas. É um prémio à resiliência e dinamismo dos produtores de Sidras, obtidas comprovadamente em modo biológico ou em regime de produção integrada.

A Sidra da Madeira IG tem características muito próprias de acidez e secura resultante de 100% de fruta da região com especial destaque para muitas variedades de maçãs que existem desde o tempo dos primeiros habitantes da Ilha. Sem qualquer adição de açúcares ou corantes, foi, em 2020, considerada como Indicação Geográfica pela Comunidade Europeia. É um produto 100% local e fermentado com leveduras indígenas.

Sobre a Sidra da Madeira IG
É designada SIDRA DA MADEIRA IG a bebida obtida pela fermentação do sumo natural proveniente da prensagem de frutos frescos de macieira (Malus domestica Borkh) e, por vezes, também de misturas de frutos de macieira e pereira (Pyrus communis L.), das variedades tradicionais e de outras variedades destas espécies, exclusivamente produzidas na ilha da Madeira, que é elaborada seguindo os modos de produção tradicionais ou particulares da ilha.

A SIDRA DA MADEIRA, apresenta-se como uma sidra natural obtida exclusivamente pela fermentação do sumo proveniente do corte, trituração, esmagamento e prensagem de maçãs/peros e, por vezes, também de peras de produção local, pelo que seu conteúdo em açúcares e em dióxido de carbono é unicamente de origem endógena, podendo também apresentar-se como sidra natural gaseificada, com efervescência resultante, no todo ou em parte, da adição de dióxido de carbono.

Em termos gerais, a SIDRA DA MADEIRA apresenta:
− Um teor alcoólico mínimo de 5% (em volume a 20.ºC);
− Um teor em açúcares fermentáveis inferior a 15g/l;
− Uma acidez total (em ácido málico) mínima de 3g/l podendo chegar aos 10 g/l;
− Uma acidez volátil (expressa em ácido acético) máxima de 1,8 g/l,
− Um teor máximo de dióxido de enxofre total (expressos em SO2.) de 200 mg/l.

Consoante as combinações das espécies e das variedades frutos que lhe dão origem, a SIDRA DA MADEIRA pode apresentar uma coloração que vai do citrino brilhante ao amarelo palha, com nuances alaranjadas, sendo de aspeto límpido se filtrada ou com vestígios de partículas em suspensão, se não filtrada.

SOBRE A CAL Cooperativa de Produção e Consumo Liberdade
É uma instituição que foi criada, entre outros, pelo Pe. Mário Tavares Figueira, no ano 1975. Está sediada na zona central da freguesia; possui um espaço comercial (supermercado/mercearia), que promove à população o serviço de correios e concede apoio social. Possui, ainda, uma área agrícola com cerca de 5.000m2, cultivada com a casta de vinha sercial. Esta cultura é feita em modo de produção biológica. As uvas são vendidas à empresa Justinos, para produção de Vinho Madeira Biológico. 

Siga-nos nas redes sociais como o Facebook, Twitter, Instagram, Youtube e TikTok e veja os nossos conteúdos exclusivos.

Please follow and like us:
Pin Share
Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
error: Content is protected !!